Boatarias sobre GURPS e Faixa etária dos jogadores

Surgiu uma discussão recentemente no GURPS Group Brasil (grupo do facebook) de como GURPS parece estar definhando no Brasil (por culpa da Devir) o que impede a formação de novos jogadores. Foi aí que tive a impressão de que a maioria dos gurpeiros é velhão como eu, com pouco sangue novo no pedaço. Daí tive a ideia de abrir uma enquete lá no grupo do face, para saber qual a faixa etária dos jogadores de GURPS.

GURPS Group Brasil é um grupo com 2.497 membros. Nem todos ativos, mas é o maior e tem muita gente ativa lá sim. Era o lugar ideal pra isso, além de contar com ferramentas pra esse tipo de enquete.

Até agora 219 pessoas responderam. É pouco, mas dá pra ter uma boa estimativa. Vamos aos resultados.

Gênero:

  • 4 mulheres (1,8%)
  • 215 homens (98,2%)

Faixa etária:

  • 19 anos ou menos: 3,8%
  • 20-24 anos: 10,5%
  • 25-29 anos: 18,7%
  • 30-34 anos: 36,5%
  • 35-39 anos: 26,0%
  • 40-44 anos: 2,7%
  • 45 ou mais: 1,8%

Confesso que me surpreendi com o resultado. Porque pensava que não tivesse tanta gente nova jogando, e me refiro àqueles com menos de 30 anos. Na pesquisa vemos que aqueles com menos de 30 anos são 33% (exatamente 1/3), apesar da maioria de nós estarmos na casa dos 30 anos (62,5%), com uns poucos com mais de 40 (4,5%).

A maioria estar na casa dos 30 se explica pelo boom de GURPS (e do RPG como um todo) ter sido na década de 1990, quando foram publicadas a primeira (1991) e a segunda (1994) edições brasileiras. Sendo que a maioria dos suplementos saiu nesse período. São 25 anos de GURPS no Brasil. Quem começou em 1991 tem hoje mais de 40 anos! Quem começou entre 1994-2000 tem cerca de 35 anos, como eu.

Parte do “sangue novo” chegou a conhecer a segunda edição nacional (=3ª americana), mas migrou logo pra 4ª edição quando a Devir a publicou em 2010. São 6 anos desde então.

Percebem o IMPACTO que uma simples “nova” edição tem sobre o MERCADO DE RPG? É uma das coisas que queria mostrar com isso. Apesar dos jogadores de GURPS terem sofrido com a diminuição na entrada de novos players, ele foi logo REANIMADO com a simples republicação. Tudo uma questão de MARKETING, mas de VENDA também, afinal se não colocar nada a venda nem adianta a propaganda.

Boataria

Temos muitos boatos de novas editoras interessadas em publicar GURPS no Brasil, nada confirmado ainda.

A primeira interessada seria, em tese, a New Order. Digo “em tese” porque não sabemos ao certo. Só sabemos que uma editora entrou em contato com a Steve Jackson Games mostrando interesse, e estariam preparando seu portfólio para mostrar a eles. Chutamos que seria a New Order, pelas características da empresa.

Outra empresa interessada seria, em tese, a Galápagos Jogos, já que ela está com os boardgames da Steve Jackson Games aqui no Brasil. Eles foram indagados sobre isso e não negaram, mas também não confirmaram. O que é normal, já que não se deve divulgar tratativas.

A última candidata seria a Dimensão Nerd, que está trazendo para o Brasil o jogo IN NOMINE, que é publicado pela Steve Jackson Games. Essa me parece a menos provável, já que o IN NOMINE nem saiu ainda.

É sabido que o contrato da Devir Livraria estaria acabando e eles desejam renovar. Não sei se conseguiram, mas sei que conseguiram autorização da editora americana para voltar a vender os livros anteriormente recolhidos por erro de copyright (e que eu já resenhei aqui), mas apenas “colando” uma etiqueta sobre esse erro, colocando o copyright correto. Esse era o chamado método “Abril Jovem”, porque a editora Abril costumava vender algumas HQs colando um adesivo sobre o código de barras, com o novo código quando imprimiam errado. Vamos ver o que acontece.

A última informação que tenho da Devir é o que um colega publicou no GURPS Group Brasil. Ele indagou à editora sobre o jogo e eles responderam isso:

devirGURPS

Só que é aquela coisa: a Devir fala que é pra esse ano há quase 6 anos…

Boatos povo, boatos, não tenho certeza de nada, a não ser do fato que tenho uma reunião em 30 minutos e estou atrasado!

#PartiuReunião!

Atualização – 06 de Maio, 13h10

Um colega do GURPS Group Brasil importunou a Devir mais um pouquinho e a resposta foi que GURPS seria publicado ainda neste mês de Maio. O que acreditamos é que se trate do GURPS Personagens revisado, que tinha sido recolhido e agora vão recolocar à venda com um adesivo cobrindo o erro.

devir-gurps-agora

(Visitado 545 vezes, 1 visitas hoje)

Daniel "Nerun" Rodrigues

Graduado em História (2003) e Direito (2009), ambos pela Universidade de São Paulo. Advogado por profissão, roleplayer por paixão. Além disso, sou nerd, numismata, colecionador de quadrinhos, fã de star wars e RPGista super fã de GURPS.

6 thoughts on “Boatarias sobre GURPS e Faixa etária dos jogadores

  • 06/05/2016 em 13:07
    Permalink

    A maioria do fãs de RPG (principalmente da tríade D&D, GURPS e WOD) tem uma relação de amor e ódio com a Devir.

    Resposta
    • 06/05/2016 em 13:09
      Permalink

      Fato, infelizmente.

  • 06/05/2016 em 13:38
    Permalink

    É simples, é só cada um contactar a Steve Jackson Games ou até fazer um abaixo assinado contra a Devir (explicando o descaso / boicote / incompetência)!

    Resposta
    • 06/05/2016 em 16:51
      Permalink

      Na verdade a SJ Games recebeu uma enxurrada de emails e reclamações nos fóruns vindas de jogadores brasileiros. Eles responderam dizendo que estão considerando as opções e que não poderiam falar mais sobre isso no momento. O que confirma que há editoras interessadas e tratativas em andamento.

  • 14/10/2016 em 16:24
    Permalink

    Acho que alguém perguntando de GURPS na Devir deve ser motivo de chacota na editora… Hehehe! “Esse ano” deve ser algo do tipo “vou dar uma resposta padrão para ele parar de me importunar”.

    Resposta
    • 15/10/2016 em 12:36
      Permalink

      Pior que é isso mesmo. Eles sempre dizem: “esse ano”. Às vezes respondem “esse mês”, só de sacanagem. Divisão de RPG na Devir tá morto faz tempo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.