Chamado de Cthulhu em financiamento coletivo

Share Button

ChamadoCthulhu-logo

Começou hoje o financiamento coletivo no Catarse para a versão nacional do Chamado de Cthulhu. O financiamento começou por volta do 12h30 de hoje, Dia das Bruxas, com o objetivo de arrecadar R$ 38 mil. Em três horas arrecadaram R$ 5 mil, e ainda tem 55 dias restantes. Do jeito que a coisa tá indo eles alcançarão a meta bem fácil.

Eu aderi com Cultista Iniciado Nível 2 (o nível 1 já tinha acabado). Nesse nível você recebe o livro impresso, o livro em PDF, e os PDFs de todas as metas extras alcançadas. É igual o nível 1, porém o nível 1 era mais barato que o nível 2. No nível 1 você pagava R$77 (limite de 50 apoiadores), no nível 2 paga-se R$88 (limite de 150 apoiadores). Quando se esgotarem esses níveis, só restará o nível Cultista (ilimitado), onde paga-se R$99 pelos mesmos benefícios.

CdC-catarse1

cthulhudiceNos Itens Adicionais, temos apenas os Dados Oficiais do Jogo, que são muito lindos, verdes sobre fundo preto com os símbolos antigos.

Eu comprei também, por R$44, que é um preço super em conta, pois para encomendar da Amazon paga-se uns US$45, o que dá no mínimo R$100.

Ainda gastei outros R$23 nos Documentos Sinistros: várias fichas do Sanatório Arkham e outras instituições comuns nos contos de Lovecraft.

No total minha contribuição foi de R$155: livro físico + documentos sinistros + PDFs + dados + seu nome nos agradecimentos do livro.

Foi um bom negócio. O livro será entregue por volta de Abril de 2014.

CdC-catarse2

CdC-capaDo site do financiamento:

O livro será em capa dura, com cerca de 300 páginas, em papel fosco Lux Cream. O conceito visual será como o de um diário ou álbum de fotos e recortes (scrapbook) feito na década de 1920, com fotos antigas e ilustrações em grande maioria originais, e mais algumas das melhores ilustrações de edição americana do jogo. A edição brasileira será ilustrada por Walter Pax, um dos nossos artistas favoritos, e que além de ter um grande talento, consegue expressar o horror dos mitos em sua arte como poucos.

O papel é uma pena, eu esperava papel couchê, que é meio brilhante/reflexivo e dura mais. O papel Lux Cream é fosco, embora eu não faça ideia de como é a textura dele.

A imagem de capa vocês conferem aqui ao lado. É bonita, do brasileiro Walter Pax, embora eu esperasse um pouco mais. Não sei se é o excesso de azul e o título em amarelo que destaca demais sei lá. Não tá feio, só estranho. Dava pra melhorar.

Finalizando

Acompanhe também pela página da editora no Facebook:

https://www.facebook.com/chamadodecthulhu

Acompanhamento

25/Dez/2013 – Financiamento encerrado com 612 apoiadores e R$59.276 arrecadados!!!

Share Button
(Visitado 36 vezes, 1 visitas hoje)