Autor: NerunSistema: d20

BOMBA: nova OGL da Wizards pode destruir o mercado de RPG!

Essa é a notícia mais bombástica de todos os tempos. Se isso for verdade, se de fato acontecer, então AGRADEÇAM à Marcelo Cassaro e à Marcelo Del Debbio por NUNCA terem liberado seus jogos pela OGL e SEMPRE usarem uma licença autoral informal! Estou falando de 3D&T e Daemon.

A OGL está na versão 1.0a. Eles querem publicar a versão 1.1 e desautorizar a versão 1.0a. Ou seja, TUDO que foi publicado pela OGL perde a validade legal… Isso porque o artigo 9 da OGL diz que:

9. Atualização da Licença: Wizards ou seus agentes designados podem publicar versões atualizadas desta Licença. Você pode usar qualquer versão autorizada desta Licença para copiar, modificar e distribuir qualquer Conteúdo de Jogo Aberto originalmente distribuído sob qualquer versão desta Licença.

Ou seja, apesar da licença ser perpétua, você tem que usar uma versão autorizada da licença. Se eles publicarem uma nova licença desautorizando a primeira, você é obrigado a seguir a nova licença. Mesmo que essa nova licença mude completamente os seus direitos e tudo aquilo que você fez.

E agora José? O que será de Pathfinder, Old Dragon, Cepheus Engine etc? Deixo a bomba aqui e depois posto minhas reflexões. Por hora pretendo ler e refletir um pouco mais sobre o assunto.

A fonte desse vídeo é baseado neste artigo no Gizmodo: Dungeons & Dragons’ New License Tightens Its Grip on Competition.

EDITADO em 15 maio 2023:

Eu tenho acompanhado essa treta da Wizards/OGL e a Comunidade através do canal GruntarTV, no YouTube. Segue outros vídeos com a repercussão.

No fim das contas a comunidade venceu. A Wizards voltou atrás, chegou a falar de uma OGL 1.2 com outras características mas insistindo em desautorizar a OGL 1.0a. Eles até fizeram uma pegadinha legal: disseram que a licença seria irrevogável mas, na prática, se você lesse o rascunho da OGL 1.2 perceberia que irrevogável era apenas o conteúdo publicado, a licença ainda poderia ser revogada. No fim não resistiu à pressão da comunidade e desistiu de desautorizar a OGL 1.0a, optando por usar a Creative Commons para o One D&D (um novo SRD 5.1).

De qualquer modo o estrago foi feito, a Open RPG Creative (ORC) License foi criada pela Paizo, Chaosium, Kobold Press, Green Ronin e outras, através do escritório de advocacia Azora Law. A licença está no seu segundo rascunho e tem o apoio de mais de 1.500 organizações e empresas.

(Visitado 173 vezes, 1 visitas hoje)

Daniel "Nerun" Rodrigues

Nerd, numismata, colecionador de quadrinhos, fã de star wars e RPGista super fã de GURPS e sistemas indies.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.